Luiz Pneus centro automotivo - informações

    • Qual a importância dos freios e quando fazer a manutenção?

    O sistema de freios tem como principais funções o controle da velocidade, a parada em movimento e a imobilização do veículo estacionado. Para efetivar estas finalidades são acionados o conjunto de freios hidráulicos através do cilindro mestre e o mecânico através do freio de mão. O sistema completo de freios de um veículos é composto pelo cilindro mestre e roda, disco de freio (sólido ou ventilado), pastilhas, lonas, tambores, pinças, reparos, mangueiras (flexíveis ou fixas), kits centralizadores, válvulas, entre outras, que  juntos fazem funcionar o conjunto de freios de um automóvel.

     

    É recomendado revisar o sistema de freios a cada 5.000km, sendo necessário trocar as pastilhas quando elas atingirem a espessura de 2mm das fibras naturais que impulsiona o atrito direto com o disco de freio, caso persista com a pastilha nestas condições será inevitável o comprometimento dos discos de freios e do nível de desempenho de todo sistema.

    • Qual a função do óleo lubrificante?

    O óleo lubrificante tem uma utilidade muito ampla. Um bom exemplo de uso do lubrificante é proteger as superfícies metálicas contra corrosão, refrigerar, vedar e reduzir o nível de ruído. De um modo geral o óleo lubrificante dos motores é constituído por uma base mineral ou sintética, com adição de vários outros agentes.

    Depois dessa rápida química, se você quiser manter o motor de seu veículo em dia, preste atenção nas regrinhas simples abaixo:

    1) O prolongamento da vida útil do motor está diretamente vinculado à qualidade do óleo lubrificante utilizado, à prevenção contra a entrada de contaminantes externos - água, combustível e poeira -, e à troca periódica do filtro de óleo.

    2) Para saber qual o melhor óleo para o seu motor, consulte o manual do proprietário.

    3) Para que o óleo lubrificante exerça com perfeição suas funções, as manutenções devem ser feitas e seguidas de acordo com as informações técnicas do manual.

    4) Verifique com frequência o nível do óleo.

    5) Observe os prazos de troca do óleo.

    6) Siga rigorosamente o tipo de óleo recomendado no que diz respeito à viscosidade (SAE) e à classificação de serviço (API)

    7) Observe os prazos de quilometragem da troca de óleo de acordo com as condições de trabalho de cada veículo.

    • Qual a calibragem que devo colocar nos pneus?

    Para cada tipo de veículo, de acordo com os testes feitos pelo fabricante, a calibragem correta vem especificada no manual do proprietário ou fabricante do veículo.

    O que é baixa pressão?

    Baixa pressão (pneu murcho) é a falta de ar no pneu; isso acarreta dificuldade em dirigir, desgaste acelerado, reduz a durabilidade e pode até aumentar o consumo de combustível.

    O que é alta pressão?

    Excesso de ar no pneu,  o que causa sobrecarga e o enfraquece,  tornando o pneu vulnerável a cortes e impactos, causando desconforto ao dirigir.

    Para que serve o rodizio de pneus?

    Serve para compensar o desgaste irregular de cada suspensão aumentando assim a eficiência e durabilidade do pneu. Obs.: Deve ser feito a casa 4.000km.

    Quando devo trocar meus pneus?

    No pneu, há um medidor de profundidade localizado no sulco, que ao igualar-se com a banda de rodagem deve ser trocado. Também em caso de cortes e deformidades.

    • Amortecedor, qual a sua principal função?

    O Amortecedor é um dos principais componentes do sistema de suspensão.

     

    Instalado junto com as molas em cada uma das rodas, a função do amortecedor é controlar as ações das molas e manter o pneu sempre em contato com o solo diante de superfícies irregulares, como lombadas e buracos.

     

    A estabilidade, conforto e segurança ficam diretamente comprometidos se os amortecedores não estiverem atuando corretamente, isto é identificado pela falta de controle de veículo em curvas ou mesmo a falta de estabilidade em rinha reta.

    • Suspensão, qual a sua função?

    Suspensão é um conjunto de peças que impedem a transmissão dos solavancos, que a roda sofre, à carroceria. É feito por um conjunto de mola e amortecedor. A roda é ligada ao chassi ou a carroceria. Como a roda é mais leve que o resto do veículo, ao entrar ou sair de um buraco é a roda que vibra e não a carroceria. Há molas de vários tipos: a de feixe, como a que usam todos os caminhões; a mola em espiral, usada tanto na suspensão dianteira como traseira; e mista – espiral na frente e feixe atrás. E ainda o tipo de torção, constituído por um feixe de lâminas, mas que por torção. No eixo dianteiro, quase todos os veículos usam suspensão independente, quando a suspensão não é independente, tem-se um eixo apenas e uma mola em cada roda. Na suspensão independente, em vez de um eixo só, tem-se dois meios-eixos e, na ponta de cada um, as rodas. Como resultado, ao passar num buraco, apenas a roda afetada trepida; a outra não. Esta é a grande vantagem da suspensão independente.

    O sistema se completa por um amortecedor, cuja função é amortecer as oscilações que a mola criou. Se não houvesse amortecedor, a carroceria oscilaria para cima e para baixo, e essas oscilações demorariam para acabar. Graças ao amortecedor, essas oscilações diminuem rapidamente, melhorando as condições de conforto dos passageiros.

    • Alinhamento e Balanceamento, você conhece a diferença entre os dois?

    Alinhamento e balanceamento você conhece a diferença entre os dois?

    Quando o motorista leva o seu carro para o balanceamento dos pneus, na verdade o que os técnicos fazem é realizar o equilíbrio entre pneus e rodas, para que haja compensação no conjunto.

     

    O motorista deve balancear o carro a cada 10.000km. Se não for tão disciplinado, pode notar a necessidade de realização do serviço quando o volante começar a trepidar.

     

    E o Alinhamento? Esse também deve ser feito a cada 10.000km, mas tem outra função no veículo. Ele “organiza” o grau de abertura e fechamento das rodas. Para perceber se o carro precisa ou não ser alinhado, basta notar se há desgaste irregular dos pneus, se o volante está fora de centro e se os pneus vivem cantando nas curvas.

     

    “Nada impede que os dois serviços sejam feitos simultaneamente, para a prevenção de problemas maiores e mais graves”.

    • O Escapamento serve para que?

    O escapamento serve para que?

    Ele é responsável pela eliminação de gases residuais quentes do motor e pela redução dos níveis de ruídos gerados pelos gases queimados na combustão. É aconselhável a troca do escapamento quando o veículo apresentar elevação nos níveis de ruídos devido a ruptura, trincas ou furos pela fadiga, desgaste ou corrosão. Aconselhamos a escolha do produto cuja marca tenha recebido o certificado de qualidade reconhecida pela ISO 9001 / QS 9000.

     

    No ato da montagem, o importante é que os componentes de sustentação tais como, abraçadeiras, coxins, juntas, borrachas, entre outras, sejam de boa qualidade para o melhor aproveitamento do escapamento do seu veículo.

     

    O catalizador é um equipamento importante?

    O Brasil possui uma frota estimada em mais de 17 milhões de veículos automotivos, sendo responsáveis por até 40% da poluição do ar.

     

    Para diminuir a emissão de gases tóxicos emitidos por seus motores, os veículos produzidos no Brasil foram equipados com o catalisador veicular. Este equipamento é capaz de transformar gases como monóxido de carbono, hidrocarbonetos e óxidos de nitrogênio em gases purificados como gás carbono, nitrogênio e água. O catalisador combate a poluição do ar, preservando o meio ambiente e melhorando a sua qualidade de vida.

     

    É proibido por Lei, retirar este equipamento dos veículos originalmente equipado com catalisadoras e aconselhado sua troca a cada 80.000km para sua melhor eficácia.

o bem-estar de nossos clientes está sempre em primeiro lugar!

rodar exige segurança e confiança.

Endereço

Rod. Flávio de Carvalho, 1395 - Capuava - Valinhos / SP

E-mail

comercial@luizpneus.com.br

Telefone

(19) 3871-5471

(19) 97410-1690

Todos os Direitos Reservados

Portal LTL | LTL Lista Telefônica